blog
Frente de caixa (PDV): o que é e qual a sua importância

Cuidar da frente de caixa PDV é garantia de que um cliente finalizará uma compra satisfeito. Não é para menos, afinal, é na frente de caixa que o processo se materializa. Toda a cadeia logística envolvida na compra de mercadorias e matérias-primas, passando pelo estoque e marketing, terminando ali, naqueles minutos em que o cliente faz o pagamento.

Se fôssemos comparar com o futebol, é a hora em que seu time está “de cara para o gol”. Portanto, um erro nesse momento pode significar uma enorme frustração.

Para não dar chance ao azar, neste artigo, você vai saber:

  • O que é PDV?
  • Frente de caixa e PDV são a mesma coisa?
  • O que significa sistema de retaguarda?
  • A importância de um atendimento de qualidade
  • Como o seu time contribui quando motivado?
  • A necessidade de ajuste às obrigações fiscais
  • Como estruturar seu PDV?
  • Integração de processos e ganho estratégico.

Frente de caixa e PDV, sinônimos, mas até certo ponto

Você sabe o que é PDV? Se respondeu “Ponto de Venda”, muito bem. É exatamente esse o significado da sigla, tão conhecida pelos varejistas.

Contudo, um PDV pode ser definido de múltiplas formas, todas elas corretas, conforme o contexto em que se aplicam. Veja só:

  • Um display de mercadorias dentro de uma loja é um PDV
  • Balcões, estandes e lojas em contêineres montados temporariamente também são
  • Lojas temáticas e megastores são igualmente pontos de venda
  • O mesmo se aplica a todo e qualquer local onde o cliente entre em contato com o produto e faça o pagamento por ele.

Para nós, interessa a definição de frente de caixa PDV como o local onde o comprador finaliza o processo de aquisição da mercadoria.

Perceba, entretanto, que estamos aplicando esse termo ao contexto de caixa dentro de uma loja. Ou seja, o ponto em que converge todo o esforço que sua empresa faz para poder disponibilizar produtos à venda.

O papel que a frente de caixa exerce para a percepção de satisfação do cliente é decisivo. Basta imaginar que todo um bom atendimento prestado por vendedores em lojas pode ir por água abaixo caso haja demora na conclusão do pagamento.

Quem está dando início a um negócio precisa, o quanto antes, estar preparado para lidar com esse aspecto crucial em empresas varejistas. De sua eficiência dependerá o cumprimento de uma série de exigências legais, fiscais e contábeis.

Sem uma frente de caixa bem estruturada, não importa a quantidade de vendas que se faça ao longo do dia: sua contabilidade não poderá se organizar.

Da mesma forma, a prestação de contas ao Fisco corre sério risco de não ser feita corretamente. E se isso acontecer, saiba que a mão do governo costuma ser pesada e não tolera falhas de contribuintes despreparados.

Os componentes de um sistema de retaguarda

Outro termo que poderíamos usar em referência à frente de caixa é sistema de retaguarda. Fique tranquilo, pois não há nenhuma complicação em usar essa referenciação. Ela apenas traduz outro aspecto importante do frente de caixa PDV, que é a função tripla que ele exerce.

Na hora em que um cliente finaliza uma compra, precisamos entender que são desencadeados três tipos de processo, ou seja, a frente de caixa poderia ser desmembrada nas seguintes partes:

  • O terminal: local físico, onde fica a máquina de pagamento no cartão, a caixa registradora com a impressora de Danfe ou qualquer outro dispositivo utilizado para efetuar pagamentos.
  • O software: como a maioria dos caixas atuais opera com sistemas informatizados, até para cumprir as exigências do SPED, é necessário ter algum tipo de software instalado. Sua função é muito importante, uma vez que integra estoque e finanças em uma única interface.
  • O banco: dispositivos de pagamento e software interligam-se às instituições financeiras, comunicando a entrada e saída de valores na hora em que um pagamento é feito.

Como são múltiplas as operações envolvidas em uma venda, sistemas de retaguarda que forneçam informações estratégicas são extremamente valiosos.

Imagine, por exemplo, que um software instalado em seu equipamento de emissão de notas fiscais possa informar que o movimento de um dia foi responsável por aumentar a Margem de Lucro?

Trata-se de um dado útil que você não poderia saber ou sequer pensaria em apurar espontaneamente, mas que pode ser processado por um software que tenha essa finalidade.

Logo, o sistema de retaguarda é muito mais do que um processador de pagamentos. Ele pode ser um verdadeiro parceiro em seu negócio, provendo-o com dados valiosos que não seriam extraídos de outra maneira que não fosse eletronicamente.

 

A importância do atendimento e da agilidade

Independentemente da quantidade de vendas que sua empresa faça em um dia, o bom atendimento deve prevalecer na frente de caixa. O cliente não pode ter nenhum tipo de má impressão. Caso contrário, pode sair de sua loja disposto a nunca mais voltar, ou pior, decidido a detonar seu estabelecimento para amigos, familiares e nas redes sociais.

 

Equipe GRUPO ALIADUS
Oferecemos sistemas de gestão para Marketing de rede, Comércio Varejo, Indústrias, MarketPlace e Ecommerce

Compartilhe este Post :

Precisa de ajuda? Converse conosco